No último ano, a oferta de carros elétricos no Brasil mudou muito, com a chegada de diversas opções para todos os gostos, tamanhos e preços. O destaque foi que o valor cobrado caiu bastante e começaram a aparecer mais opções abaixo dos R$ 200 mil, começando a deixar a eletrificação um pouco mais acessível. Hoje, os 10 carros elétricos mais baratos do Brasil quase não chegam em R$ 250 mil - é muito, mas é melhor do que era há alguns anos.

Hoje, quem quiser entrar de cabeça na eletrificação sem passar por um híbrido irá encontrar alguns modelos bem mais interessantes, com mais equipamentos e uma boa autonomia. E este ranking dos 10 carros elétricos mais baratos do Brasil deve mudar em breve, pois a BYD prepara o lançamento do Dolphin Mini, abaixo dos R$ 100 mil; enquanto a JAC trará o Yiwei 3 (ainda sem um nome oficial) na mesma faixa que o BYD Dolphin e GWM Ora 03.

O critério da lista é bem simples, baseando-se no preço praticado pelas fabricantes. Algumas declaram um valor de tabela no configurador, mas mantém os veículos com preços bem mais atraentes em sua seção de ofertas, então montamos a lista considerando esta promoção. É o caso da Peugeot, que utiliza essa tática para todos os seus carros, elétricos ou a combustão.

1º - Caoa Chery iCar é o carro elétrico mais barato do Brasil

Caoa Chery iCAR 2023 (1)
  • Preço: R$ 119.990
  • Bateria: 30,8 kWh
  • Potência e torque: 61 cv (45 kW) e 15,3 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 197 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 5 horas
  • Recarga a 50 kWh (20% - 80%): 36 minutos

O único carro elétrico da Caoa Chery, o iCar chegou com a proposta de ser totalmente urbano. É um citycar, bem pequeno, com 3,20 metros de comprimento e com somente duas portas. Apesar disso, entrega uma boa autonomia, por usar uma bateria de 30,8 kWh e ser bem leve, podendo rodar por 197 km de acordo com a medição oficial do Inmetro PBEV. Com este preço, é o carro elétrico mais barato do Brasil e com uma boa folga. Apesar do preço, vem bem equipado, com multimídia de 10,25", ar-condicionado automático, carregador de celular por indução, bancos dianteiros com ajuste elétrico, câmera de ré e teto panorâmico. Mas fica devendo mais airbags, contando com somente dois.

2º - Renault Kwid E-Tech

Renault Kwid E-Tech - avaliacao - externas (2)
  • Preço: R$ 123.490
  • Bateria: 26,7 kWh
  • Potência e torque: 65 cv (48 kW) e 11,5 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 185 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 2 horas e 54 minutos
  • Recarga a 30 kWh (20% - 80%): 40 minutos

Quando foi lançado, o Renault Kwid E-Tech custava R$ 142.990 e, ainda assim, foi o elétrico mais barato do país por um tempo. Na época, brigava somente com o JAC E-JS1 e, um pouco depois, com o iCar. Hoje, com a guerra dos preços um pouco mais parada, estacionou na segunda posição do ranking. Apesar de ser um pouco maior, conta com uma bateria pequena de 26,7 kWh, o que se traduz em 185 km de autonomia. É bem próximo do irmão com motor a combustão até mesmo nos equipamentos, trazendo seis airbags, sensor de estacionamento traseiro, monitoramento de pressão dos pneus e central multimídia de 7" com Android Auto e Apple CarPlay sem fio.

3º - JAC E-JS1

JAC e-JS1 - avaliação 120.000 km
  • Preço: R$ 126.900
  • Bateria: 30,2 kWh
  • Potência e torque: 62 cv (45 kW) e 15,3 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 161 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 8 horas
  • Recarga a 22 kWh (20% - 80%): 1 hora e 15 minutos

Desde que fez a transição para vender somente carros elétricos, a JAC sempre tentou ter os veículos mais baratos. O E-JS1 foi um deles, inclusive teve o título de mais barato do país algumas vezes. Assim como foi com o Kwid E-Tech, parou de baixar os preços e ficou na 3ª colocação no ranking. Bem compacto, tem 161 km de autonomia, usando uma bateria de 30,2 kWh. Seguido a velha estratégia dos carros chineses, aposta em um conteúdo mais recheado para um modelo de seu preço, com faróis de LED, multimídia de 10,25", painel de instrumentos digital, sensor de estacionamento, câmera de ré e mais.

4º - BYD Dolphin

  • Preço: R$ 149.800
  • Bateria: 44,9 kWh
  • Potência e torque: 94 cv (70 kW) e 18,3 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 291 km
  • Recarga a 6,6 kWh (30% - 100%): 7 horas
  • Recarga a 60 kWh (20% - 80%): 25 minutos

Não é exagero falar que o BYD Dolphin balançou o segmento quando foi lançado, forçando Caoa Chery, Renault e JAC a reajustarem os preços de seus modelos. A prova é que o Dolphin foi o carro elétrico mais vendido do Brasil em 2023, mesmo que tenha chegado no começo do 2º semestre. Com um porte mais próximo de um hatch compacto do que um subcompacto, consegue carregar uma bateria maior de 44,9 kWh e é capaz de rodar por 291 km. Outro trunfo é vir muito bem equipado, com seis airbags, câmera 360°, painel digital, multimídia de 12,8", faróis com acendimento automático, faróis full-LED, ar-condicionado automático digital, entre outros.

5º - GWM Ora 03

GWM Ora 03 Skin (teste BR)
  • Preço: R$ 150.000
  • Bateria: 48 kWh
  • Potência e torque: 171 cv (126 kW) e 25,5 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 232 km
  • Recarga a 11 kWh (20% - 100%): 3 horas
  • Recarga a 64 kWh (20% - 80%): 30 minutos

Estreante no Brasil, a GWM não quis deixar a BYD dominar e correu para lançar o Ora 03, rival direto do Dolphin. Foi uma resposta tão clara que até custa praticamente o mesmo. Aposta em um design diferenciado e um motor mais potente, de 171 km. Porém, mesmo com uma bateria de 48 kWh, a autonomia é menor, de 232 km. É equipado com itens como central multimídia de 10,25 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, painel de instrumentos digital de 10,25 polegadas, câmera 360°, sete airbags, frenagem autônoma de emergência, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de ponto cego, sistema de som com seis alto-falantes e mais.

6º - Peugeot e-2008

Peugeot e-2008 2024 (1)
  • Preço: R$ 169.990
  • Bateria: 50 kWh
  • Potência e torque: 136 cv (100 kW) e 26,5 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 234 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 6 horas
  • Recarga a 50 kWh (20% - 80%): 53 minutos

Curiosamente, apesar de ser maior do que o e-208, o Peugeot e-2008 é mais barato. A marca francesa tem mantido do SUV compacto elétrico em promoção, com os preços variando bastante e, no momento, custa R$ 169.990. É muito próximo do hatch, por usar a plataforma e-CMP e a mesma mecânica. Porém, é um carro que já mudou na Europa, recebendo uma reestilização, que deve chegar ao mercado brasileiro em breve. Entre os equipamentos estão o controle de cruzeiro adaptativo, painel de instruments digital, central multimídia de 10" com Android Auto e Apple CarPlay, sensor de ponto cego, sensores de estacionamento, e mais.

7º - Hyundai Kona Electric

Hyundai Kona EV (BR)
  • Preço: R$ 189.990
  • Bateria: 39,2 kWh
  • Potência e torque: 136 cv (100 kW) e 40,3 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 252 km
  • Recarga a 7,2 kWh (20% - 100%): 6 horas e 10 minutos
  • Recarga a 44 kWh (20% - 80%): 47 minutos

O único elétrico da Hyundai no momento é o Kona Electric, que passou por uma série de descontos até chegar aos R$ 189.990 cobrados atualmente. Tem a 2º melhor autonomia do ranking dos carros elétricos mais baratos, perdendo somente para o Dolphin, sendo capaz de rodar por 252 km. O problema é que é um modelo desatualizado, por já ganhou uma nova geração no resto do mundo. Entre os equipamentos estão detector de ponto cego, controle de cruzeiro adaptativo, assistente de permanência em faixa, seis airbags, multimídia de 10,25" com Android Auto e Apple CarPlay e head-up display.

8º - Seres 3

Seres 3 - avaliação (BR) (7)
  • Preço: R$ 199.990
  • Bateria: 39,2 kWh
  • Potência e torque: 163 cv (120 kW) e 30,6 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 206 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 8 horas
  • Recarga a 50 kWh (20% - 80%): 1 hora e 15 minutos

Outra marca novata que fez a sua estreia em 2023, a Seres inicou a operação com o Seres 3 (não confunda com o Série 3 da BMW). Foi mais um que precisou rever sua estratégia de preços, caindo de R$ 240 mil no lançamento para os R$ 199.990 atuais. Ainda é um pouco raro nas ruas, esperando pela abertura de mais concessionárias para ampliar a sua presença no país. A autonomia também não ajuda, com somente 206 km de alcance, ficando mais próximo dos elétricos de entrada do que os outros SUVs. Tem multimídia de 10", carregador sem fio para celular, seis airbags, câmera 360°, painel de instrumentos digital, teto solar panorâmico e mais.

9º - Mini Cooper S E

Comparativo: Fiat 500e vs. Mini Cooper SE
  • Preço: R$ 199.990
  • Bateria: 32,6 kWh
  • Potência e torque: 184 cv (135 kW) e 27,5 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 161 km
  • Recarga a 11 kWh (20% - 80%): 2 horas e 10 minutos
  • Recarga a 50 kWh (20% - 80%): 29 minutos

Surpreso por ver o Mini Cooper na lista de carros elétricos mais barato do Brasil? O hatch está em promoção, sendo vendido por R$ 199.990, valor que está sendo praticado desde outubro passado. O motivo deve ser o mesmo que o Peugeot e-2008: o carro mudou lá fora e estão vendendo o resto do estoque. Como foi adaptado em cima da versão a combustão, carrega uma bateria pequena de 32,6 kWh e tem uma autonomia de somente 161 km. Compensa na lista de equipamentos, com faróis full-LED, ar-condicionado digital de duas zonas, painel digital de 5", multimídia de 8" com Apple CarPlay sem fio, câmera de ré, sensor de estacionamento, teto panorâmico, rodas de 17" e mais.

10º - Fiat 500e

Fiat 500e (BR)
  • Preço: R$ 214.990
  • Bateria: 42 kWh
  • Potência e torque: 118 cv (87 kW) e 22,4 kgfm
  • Autonomia (Inmetro PBEV): 227 km
  • Recarga a 7,4 kWh (20% - 100%): 6 horas
  • Recarga a 85 kWh (20% - 80%): 35 minutos

A Fiat tem somente um carro elétrico, o 500e. É oferecido como um carro de nicho, para quem gostava do Cinquecento, pois tem uma reinvenção do design clássico em uma pegada mais moderna. Só que também é bem mais caro do que os outros subcompactos elétricos vendidos no Brasil, motivo pelo qual está longe de ser um dos mais vendidos. Roda 227 km com uma carga, segundo o Inmetro PBEV. Ao menos compensa na lista de equipamentos, vindo com multimídia de 10,25" com Android Auto e Apple CarPlay sem fio, carregador wireless para celular, painel de instrumentos de 7", controle de cruzeiro adaptativo, câmera de ré, conexão 4G Wifi nativa, assistente de permanência em faixa e mais.

Perguntas mais frequentes:

Qual é o carro elétrico mais barato do Brasil?

O carro elétrico mais barato do Brasil em 2024 é o Caoa Chery iCar. O subcompacto é vendido por R$ 119.990.

Qual o SUV elétrico mais barato do Brasil?

O SUV elétrico mais barato do Brasil em 2024 é o Peugeot e-2008. Apesar do preço no configurador ser de R$ 259.990, o carro está sempre em promoção e hoje custa R$ 169.990.

Os carros elétricos mais baratos do Brasil em 2024

  1. Caoa Chery iCar - R$ 119.990
  2. Renault Kwid E-Tech - R$ 123.490
  3. JAC e-JS1 - R$ 126.900
  4. BYD Dolphin - R$ 149.800
  5. GWM Ora 03 - R$ 150.000
  6. Peugeot e-2008 - R$ 169.990
  7. Hyundai Kona EV - R$ 189.990
  8. Seres 3 - R$ 199.990
  9. Mini Cooper S E - R$ 199.990
  10. Fiat 500e - R$ 214.990